Páginas

domingo, 26 de setembro de 2010

É você!

Sorrio. Em meio a devaneios lembrando-me de como seriam as coisas se realmente acontecessem. Estranho isso. Não é mesmo? Tu ainda nem chegou, e já me causa esses pensamentos bobos antes de dormir. Sorrio. Novamente.

Posso sentir teu toque desenhando as linhas que se formam no meu rosto quando sorrio. Suas mãos afagando meus cabelos. Teus braços me protegendo do frio e de todas as situações adversas. Deixo de ser pequena, quando contigo estou.

Você brinca com minhas palavras e meu silêncio teima em encontrar o teu. Assim, ficamos e deixamos o tempo passar. Saboreio os intervalos sem você como uma criança toma um remédio. Sei que me fará bem, porem, me recuso a aceita-lo.

Teu sorriso chega manso. Assim como tua respiração em minha nuca. Tua mão brinca com a minha, e quando se entrelaçam me sinto novamente cuidada, pequena. Tu sorri bobo tentando me irritar com fatos que nem irão acontecer. E, isso torna o nosso suposto encontro ainda mais especial.

Chegue. Se achegue. Porque assim, eu. Sorrio novamente.

7 comentários:

João Lenjob disse...

Sorriso manso, respiração quente, mão brincalhona. Divino!!!!! Parabéns!!! Adorei e aguardo a visita em meu blog, http://lenjob.blogspot.com

João Lenjob

Turbulencia
João Lenjob

Esta turbulencia há de passar
Mesmo que caia, caio também
Para não deixar que fique só
Só não rezo por você para que possa aprender
O que aprendi sem ter alguém
Sem pedir por pais ou Deus.

Prometo estar sempre com você
Olhando o azul do céu
E enchendo de algodão
Para ver se chove um pouco de amor
E paz no coração
Tocando a terra molhada com a mão
E fechando os olhos para sentir a suavidade das pétalas
E não a rispidez do dinheiro
Fazendo enxergar que tudo que planta cresce
E tudo que cresce cria raiz
Que não se quebra com atitudes
Que não gera ou permite o esquecimento
Que fere o peito e afeta a alma
Que não deixa a turbulencia passar.

Ariana disse...

Que fofo, entendo tudo que tu escreveu, e é tudo tão magico!

Lindo texto!

Beijos

Daniela Filipini disse...

Idealizar momentos. Sei tão bem como é isso, já tive mil sonhos e hoje vivo uma realidade cansada de ser o que é.
Belo post, espero que dê tudo certo. (:

Guilherme Fraga disse...

Devaneio acordados...
Costumo ficar pedirdo no tempo, com certos afagos que só o futuro pode me proporcionar.

Belissímo texto.

Beijão.

Wilian Bincoleto Wenzel disse...

É bom ter a presença de quem nos faz bem. E com tanta riqueza em detalhes, diria que há muita especialidade aí...

Espero que seja realmente ele.

Um beijo na testa.

(Eu não acredito que eu ainda não havia lido esse texto... me perdoe.)

Marcos de Sousa disse...

Ah, o amor... Nada mais belo!



Adorei o blog. Estou seguindo... Quando puder, me faça uma visita: http://omundosobomeuolhar.blogspot.com/

Rebeca Rocha disse...

Lindo, perfeitamente belo.
Voltarei mais vezes.